now

lambo privadas como quem lambe o amor
degusto rezando a areia dos gatos
gargarejo a água suja dos papéis que assumimos

a camisa que visto é unissex
as calças, os sapatos, tudo unissex
até as cuecas ela usa e, portanto, unissex

virginia woolf e eu uivávamos juntos
era eu quem escrevia a revolução com pagu
quem embarcou no trem com donatella

respeitem meu século vinte

não estou atrás de uma costela
nem a frente, por cima ou abaixo
todo enroscado num rabo de saia

a guerra está vencida
e agora é catequizar

a parte chata da brincadeira

opção a)
minha mulher só quer andar na rua
com seu shortinho apertado e suas coxas
grossas que eu adoro e todos podem
adorar desde que num silêncio ritualístico

opção b)
minha mulher só quer sair com as amigas
e não ser estuprada pela vadia que está sendo
ao pintar as papas da língua de vermelho e
humilhar com seu contra-falo intelectual

opção c)
minha mulher não é minha

que a guerra cesse, portanto, também na cama
que a cama passe, portanto, também a jogral

mas, querida, abre o champagne
’cause boys also wanna have fun

.:.

(poema inédito publicado na revista modo de usar & co.)

Advertisements

About caco ishak

deu pau no servidor da verbeat
This entry was posted in inéditos, versos fandangos. Bookmark the permalink.