Monthly Archives: October 2015

explicando o óbvio

ponto número um: claro que o cowboy é machista. ponto número dois: claro que ele é punido no final. não obstante: nada é tão claro assim. Advertisements

Posted in cowboy

eu, tu… eles não

Como falam corretamente os paraenses, não? Última província brasileira a aderir à Independência (mais por conta da estreita relação da aristocracia local com a coroa portuguesa do que real expressão da vontade popular), alguns “costumes” provincianos de fato teimam em … Continue reading

Posted in articulices caquéticas

Melhor começo de romance do ano. (Paulo Scott sobre Eu, Cowboy) . Saiu o “Eu, cowboy” do Caco Ishak e digo apenas que: aprovo. (Daniel Pellizzari)

Posted in clipping, cowboy

papo de livro

Claudia Nina teve a generosidade de escrever sobre o cowboy na revista Seleções. “A impressão, nesse Eu, cowboy, é a de que o autor construiu uma montanha-russa cujos trilhos somem aos poucos, até desaparecerem de vez – lá em cima, … Continue reading

Posted in clipping, cowboy

open up and bleed

do lado negro da força para… o lado negro da força? depois da dobradinha tarkin e vader (porque lorde negro que se preze jamais será coadjuvante, por mais grão que seja o moff), eis que chega o imperador em pessoa. … Continue reading

Posted in traduções