Monthly Archives: June 2014

fim

“Eu sempre encarei [a gente] como Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir… eu a respeito mais do que outras mulheres e tem alguma coisa no jeito dela que eu simplesmente adoro… [mas] se alguém me dissesse há vinte anos que … Continue reading

Posted in traduções

nerval

dois poemas (e meio) inéditos, cinco no total. aqui, na revista nerval (filhote da flaubert). abaixo, um dos inéditos:   spotless o segundo passo é sempre o mais custoso é sempre um susto que arrasta o primeiro às vezes, nos … Continue reading

Posted in inéditos, participações, versos fandangos