bonde cuspindo gente

layse-almada

e no aniversário da Mangueirosa, sai a capa de “Bonde Cuspindo Gente – Belém: 400 Anos de Prosa”, antologia de contos/crônicas em “homenagem” ao quadricentenário, com arte de Layse Almada e projeto gráfico de Tiago Trindade.

fazia tempo que queria organizar uma coletânea com a nova moçada das letras paraoaras – a maioria jamais publicada (“mas eu nem sou escritor”, cansei de ouvir). alguns nomes ficaram de fora por um motivo ou outro. todavia: que baita time. cada autor, um bairro. autores na casa dos 40 pra baixo. e garanto: tá pai d’égua. e um tantinho controverso, que é como noize gosta. parabéns à cidade (essa guerreira) e a todos os envolvidos. segue a lista:

BATISTA CAMPOS: Carolina Barata
CAMPINA: Natalia Brabo
CANUDOS: Adriano Barroso
CIDADE VELHA: Karina Jucá
COMBU: Maíra Guimarães
COMÉRCIO: Felipe Cruz
CREMAÇÃO: Tylon Maués
EXTERIOR: Renmero Rodrigues
GUAMÁ: Monique Malcher
ICOARACI: Ismael Machado
INTERIOR: Anderson Araújo
JURUNAS: Caco Ishak
MANGUEIRÃO: Leonardo Aquino
MARACANGALHA: Marcelo Damaso
MARAMBAIA: Thiago Kazu
MARCO: Rafael Guedes
MOSQUEIRO: Louise Lessa
NAZARÉ: Flavia Cortez
PEDREIRA: Patrícia Rameiro
REDUTO: Vladimir Cunha
SACRAMENTA: Gustavo Autran Rodrigues
SÃO BRÁS: Karla Nazareth
SOUZA: Su Carvalho
TAPANÃ: Preto Michel
TELÉGRAFO: Daniel Leite
TERRA FIRME: Lázaro Magalhães
UMARIZAL: Rodrigo Barata

e outras boas surpresas guardadas.

pra quem não saca: o título foi retirado de um trecho do romance “Belém do Grão Pará”, do mestre Dalcídio Jurandir.

o lançamento (em ebook) pelo Selo LOID será ainda no primeiro trimestre. aqui, matéria de Gustavo Aguiar no Reduto Cult. daremos notícias.

Advertisements

About caco ishak

deu pau no servidor da verbeat
This entry was posted in coletâneas & agremiações, dois conto, participações. Bookmark the permalink.