cowboy por biajoni

Para finalizar, alguns livros que me deram grande diversão: “Eu, Cowboy” de Caco Ishak; “A Pedido do Embaixador” de Fernando Perdigão; “Que fim levou Juliana Klein” de Marcos Peres; “Biofobia” de Santiago Nazarian e “Carne de Canhão” de Agustín Arosteguy.

luiz biajoni escolheu suas melhores leituras de 2015. eu, cowboy está lá. gracias, maestro.

Advertisements

About caco ishak

deu pau no servidor da verbeat
This entry was posted in clipping, cowboy. Bookmark the permalink.