Author Archives: caco ishak

About caco ishak

deu pau no servidor da verbeat

corpo opaco

tive a honra de escrever a orelha de corpo opaco, livraço de poesia de flávio nassar. No mínimo, caros leitores, um livro necessário. São vários os corpos que formam este Corpo Opaco de Flávio Nassar. Suas mulheres dão o contraponto … Continue reading

Posted in orelhas & pré-foices | Comments Off on corpo opaco

by kael kasabian

era pro kael ter ilustrado cada poema do não precisa dizer eu também. o projeto teria ficado bem massa, mas, por conta de percalços tão próprios da vida, não passamos do quinto ou sexto dibujo. uma pena. aí, cinco anos … Continue reading

Posted in caldinho de sururu | Comments Off on by kael kasabian

nosotros

acaba de sair do forno a coletânea NOSOTROS, pela Oito e Meio, com organização de Katia Gerlach. lá estamos com “diários de uma guerra particular”, ambientado na Colômbia. um aperitivo, digamos, pro meu próximo romance – ainda sem título nem … Continue reading

Posted in all real, articulices caquéticas, blissett, coletâneas & agremiações, dois conto | Comments Off on nosotros

GOLPE, o retorno

eis a capa da versão impressa de GOLPE: antologia-manifesto, publicada pela novíssima editora nosotros, capitaneada por Lubi Prates. detalhe: a orelha foi escrita por ninguém menos do que a presidenta Dilma Rousseff. compre aqui.

Posted in all real, articulices caquéticas, blissett, coletâneas & agremiações, dois conto | Comments Off on GOLPE, o retorno

melhor garota-propaganda

obrigado, chefia. hoje, entendo. avoalá.

Posted in blissett | Comments Off on melhor garota-propaganda

“nada de errado”

Escrito em junho de 2016, o trecho abaixo é o prólogo do meu próximo romance, ainda sem nome (carinhosamente apelidado a título provisório de Em nome da filha), que tem como temas principais a alienação parental, conceito proposto por Richard … Continue reading

Posted in all real, articulices caquéticas, blissett, cowboy, inéditos | Comments Off on “nada de errado”

HIPERCONEXÕES: realidade expandida

muitíssimo obrigado pelo convite, don luiz bras. sonho de infância realizado.

Posted in Uncategorized | Comments Off on HIPERCONEXÕES: realidade expandida

revista sábado [PT]

“Por isso é de saudar a edição de Naquela Língua, antologia de 18 poetas brasileiros novíssimos, nascidos entre 1974 e 1990, muitos deles com livros editados pela 7Letras e pela Oficina Raquel, editoras de referência do Rio de Janeiro. […] … Continue reading

Posted in clipping, versos fandangos | Comments Off on revista sábado [PT]

ESTRAGO

uma revista editada por Paulo Scott e Fabio Zimbres, por si, já mereceria a pecha de “publicação literária mais importante da atualidade”. mas esperei pra ler a edição número um da ESTRAGO (no rabo da 000) e tirar minhas conclusões. … Continue reading

Posted in all real, blissett, inéditos, papo-furado, versos fandangos | Comments Off on ESTRAGO

eu, otimista

Fizemos, até agora, duas colheitas dessas flores rubras irrompendo do asfalto. Da safra mais recente, releio muitas vezes, quando atravesso a rua, o verso do brasileiro Caco Ishak, «Deixei que o sol nascesse em mim», que descreve perfeitamente o pacto … Continue reading

Posted in clipping, versos fandangos | Comments Off on eu, otimista