cowboy no livre opinião

Todo o processo de escrita desse livro foi um risco, segue sendo. talvez, o autor já esteja morto. Talvez, continue vivo, escondido pelas entrelinhas. Talvez, a resposta para a pergunta esteja aí: o próprio ato de escrever (por escrever) é o deslocamento em si. O autor sempre fugindo dos personagens, indo de encontro a si mesmo, deixando os personagens livres pra optarem entre seguir o rastro do autor ou trilhar seu próprio caminho.

entrevista concedida com o máximo prazer e honra ao Jorge, meu Filholini, durante a flip, “ao som de Lulu Santos cover”, pro Livre Opinião – Ideias em Debate.

Advertisements

About caco ishak

deu pau no servidor da verbeat
This entry was posted in clipping, cowboy, papo-furado. Bookmark the permalink.